terça-feira, 15 de abril de 2014

Estragos do mau tempo nas praias de Sintra reparados até 23 de Maio


[ver fotogaleria dos estragos provocados pela agitação marítima no início de Janeiro]

A Câmara de Sintra anunciou hoje obras no valor de 150 mil euros na requalificação e recuperação das praias do concelho na sequência das intempéries do início do ano, num investimento partilhado com os concessionários. Segundo o presidente da autarquia, Basílio Horta, as intervenções (lista anexa) estarão concluídas até dia 23 de Maio, cerca de uma semana antes do início da época balnear a 1 de Junho (ver vídeo).



Uma das intervenções será a desinfecção dos areais bastante reduzidos em alguns casos, mas que não serão alvo de colocação artificial de areia. "Não vamos pôr areia nas praias, porque temos a certeza que a areia regressa. Além disso, está provado que quando se põe areia nas praias, a areia natural dificilmente volta, e nós não queremos praias artificiais no concelho", disse Basílio Horta ao Tudo sobre Sintra.

Intervenções nas zonas balneares:

Praia Grande: reparação e requalificação de canteiros e floreiras; reparação e reconstrução de escadarias de acesso, de rampas em betão e de capeamento de murete de protecção; reparação de calçadas e da via e área de estacionamento; limpeza de resíduos e detritos do areal; modelação do areal e rampas de acesso, colocação de passadiços de madeira; pintura de muretes e guarda metálica de protecção; instalação de chuveiros, colocação de tubos de queda de águas pluviais, de ecopontos e reactivação do contador de praia (da água dos chuveiros);

Praia das Maçãs: reparação e reconstrução da guarda do deck de madeira, de muretes de enquadramento e protecção e do murete e escadaria de acesso; reparação de calçadas e de rampa de acesso com revestimento em granito; limpeza de resíduos e detritos do areal; modelação do areal; colocação de passadiços de madeira nos acessos ao areal; pintura de muretes de alvenaria; instalação de chuveiros; colocação de ecopontos e reactivação do contador de praia;

Praia da Adraga: reparação e requalificação de guarda protecção em madeira; reparação e recolocação de balizadores de madeira na zona do estacionamento; reparação e reconstrução de escadarias de acesso; limpeza de resíduos e detritos do areal; modelação do areal; colocação de passadiços de madeira nos acessos ao areal; pintura de muretes de alvenaria; instalação de chuveiros; colocação de ecopontos e reactivação do contador de praia;

Praia de São Julião: reparação e reconstrução do deck de madeira e esplanada do apoio de praia; reparação de acessos e zona de estacionamento; limpeza de resíduos e detritos do areal; modelação do areal; colocação de passadiços de madeira nos acessos; instalação de chuveiros; colocação de ecopontos e reactivação do contador de praia;

Praia do Magoito: reparação e reconstrução do deck de madeira e guarda protecção da ponte; reparação de acesso sul e zona de estacionamento; limpeza de resíduos e detritos do areal; modelação do areal; reparação e reconstrução da passagem hidráulica; colocação de passadiços de madeira nos acessos; colocação de guardas de enquadramento e protecção em madeira; pintura de muretes e guarda metálica de protecção; instalação de chuveiros; colocação de ecopontos e reactivação do contador de praia;

Intervenções noutras praias (não consideradas zonas balneares):

Praia Pequena: aplicação de produto para tratamento de guardas madeira e pérgola existentes na zona da arriba; reparação e recolocação de balizadores de madeira na zona de estacionamento; limpeza de resíduos e detritos do areal; reparação de arruamento e zona de estacionamento;

Praia da Vigia: aplicação de produto para tratamento de guardas de madeira; reparação e recolocação de balizadores de madeira na zona de estacionamento; limpeza de resíduos e detritos do areal; reparação de arruamento e zona de estacionamento;

Praia da Samarra: limpeza de resíduos e detritos do areal; reparação de arruamento e zona de estacionamento.

Deverão também decorrer até ao final do ano e em 2015 as obras a cargo do Ministério do Ambiente, que "já se comprometeu a investir cerca de 4,5 milhões de euros no literal de Sintra, numa intervenção destinada a obras de protecção e segurança de pessoas e bens em zonas de risco", recorda a autarquia. [Fonte: Câmara de Sintra] [notícia no ionline e no Jornal de Notícias]

Notícias relacionadas:
'Sintra chega a acordo para obras de reforço da proteção costeira'
'Sintra recusa contrato com a Agência do Ambiente sobre obras no litoral'
Ondas voltam a provocar estragos na Praia Grande e Praia das Maçãs
Maré alta da tarde não provocou estragos mas trouxe enchente de curiosos à Praia Grande
Acesso à Praia Grande novamente encerrado devido a estragos provocados pelo mar

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.