quinta-feira, 7 de abril de 2016

'Queda de passageiro à linha mostra falha de segurança nos comboios de Sintra'

No PÚBLICO: "10 de Novembro de 2014. O comboio suburbano n.º 18807, que tinha saído do Rossio às 18h38 com destino a Sintra, pára na estação de Algueirão-Mem Martins mas, por distracção do maquinista, fica com parte da composição fora da plataforma. Um passageiro com limitações cognitivas e visuais que viajava na penúltima carruagem, depois de accionar a abertura de uma porta através do respectivo manípulo, desembarca e cai à linha.

Do acidente apenas resultaram ferimentos ligeiros. Do acidente apenas resultaram ferimentos ligeiros. A queda deu-se de uma altura de um metro e meio e o passageiro, depois de ter sido transportado para o Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, teve alta no próprio dia. Mas o GISAF (Gabinete de Investigação de Segurança e de Acidentes Ferroviários) resolveu investigar o sucedido por desconfiar que poderia haver ali uma falha de segurança.

O relatório, agora publicado, diz que “não existe qualquer análise de risco por parte da CP ao sistema de comando de portas implementado no tipo de material circulante envolvido no acidente” e recomenda ao IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes), enquanto entidade reguladora, que garanta que a CP implemente um procedimento operacional para que a abertura de portas pelos passageiros “apenas seja permitida depois da confirmação de estarem reunidas as condições de segurança para o efeito". [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.