sábado, 23 de julho de 2016

'Falta de ressonância gera queixa no hospital'

No Correio da Manhã: "Dário Pestana, 27 anos, de Agualva, Sintra, está em coma induzido há mais de um mês no Hospital Amadora-Sintra. Segundo a mãe, Marlene Diniz, Dário "não tem diagnóstico porque todos os exames até agora realizados apresentam resultados negativos". Enaltecendo o trabalho da equipa clínica – "tem sido incansável para decifrar a doença"–, Marlene aponta várias lacunas existentes no hospital e já apresentou queixas na Entidade Reguladora da Saúde, Ministério da Saúde e administração do hospital." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.