terça-feira, 12 de julho de 2016

'Prisões com orçamentos descontrolados'

Na Sábado: "Receitas por cobrar e dívidas fruto da não verificação dos fundos disponíveis antes da compra colocam em causa o controlo orçamental feito nas prisões portuguesas, revela o relatório final da auditoria de 2014 à Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP). (...) Em sede de contraditório, os ex-directores da prisão de Setúbal e Sintra justificaram "o caos no funcionamento dos serviços prisionais" com uma questão estrutural ligada à falta de funcionários e à crónica falta de verbas." [notícia integral]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.