sábado, 17 de fevereiro de 2018

Processionária: Câmara de Sintra desaconselha passeios em locais com pinheiros até Maio


Foto: ARSLVT/DGS

Devido ao período de infestação dos pinheiros pela processionária, vulgarmente conhecida como lagarta do pinheiro, a Câmara de Sintra divulgou um aviso a desaconselhar a população a “passear em locais onde existam pinheiros ou levar a passear animais de estimação” até ao até ao mês de Maio.

A medida de prevenção destina-se a minimizar o contacto com o insecto, cujos pêlos “podem levar ao aparecimento de urticárias agudas de contacto, sobretudo em ambientes escolares.” A autarquia recorda que “o contacto com a processionária do pinheiro (bravo e manso) causa diversas alergias, tais como: irritação na pele, nos olhos e no aparelho respiratório, com gravidade dependendo de cada pessoa.”

Em caso de aparecimento de sintomas de alergia, a autarquia recomenda que seja consultado de imediato o posto médico mais próximo ou através do telefone do SNS 800 24 24 24. Pode também ser contactado o Centro de Informação Antivenenos (CIAV) do INEM através do 808 250 143 (custo de chamada local).

Conselhos das autoridades de saúde:


Como identificar:
• Lagartas que estão em crescimento activo e constroem os ninhos de inverno designados vulgarmente de novelos de seda;
• As lagartas completamente desenvolvidas abandonam os ninhos e descem as árvores para se enterrarem no solo;
• Normalmente andam umas atrás das outras em procissão, daí o nome processionária;

A autarquia aconselha a todos – especialmente crianças – evitar ao máximo o contacto com estas lagartas ou semelhantes, nas árvores ou no solo. Sempre que sejam identificados ninhos ou lagartas informe a Protecção Civil Municipal através do número 219 105 880. [ver também: Conselhos do CIAV]


[PUB]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.