segunda-feira, 26 de março de 2018

Câmara condiciona trânsito no centro histórico da vila de Sintra a partir das 22h de hoje



O acesso ao centro histórico de Sintra vai passar a ser condicionado ao tráfego rodoviário a partir das 22h de hoje, dia 26 de Março, informa a autarquia. A medida insere-se "na nova estratégia de mobilidade" para a zona classificada como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, mas conta com a oposição de alguns comerciantes e moradores. Nesta primeira fase, serão apenas alterados alguns sentidos de circulação e limitado o acesso a alguns arruamentos (clique nas imagens para ampliar ou consulte este mapa).

"A primeira fase desta estratégia vai condicionar o acesso rodoviário à vila histórica de Sintra, o que vai permitir assegurar a acessibilidade dos veículos de emergência ao centro histórico e ao Parque Natural Sintra-Cascais. A medida vai aumentar a segurança rodoviária e garantir a melhoria das condições de mobilidade pedonal, compatibilizando as condições de todos que visitam Sintra com as rotinas de quem vive e trabalha na zona", explica a Câmara de Sintra, que pretende também "aumentar a atractividade dos parques de estacionamento dissuasores".



As alterações incluem as seguintes medidas:
  • Limitar acesso ao centro histórico da vila de Sintra apenas a veículos autorizados de residentes, actividades económicas, recolha de resíduos sólidos urbanos, bombeiros, INEM, GNR, etc);
  • Alterações de sentidos de trânsito, nomeadamente na Volta do Duche e Estrada de Monserrate.

Segundo a Câmara de Sintra, esta reformulação da circulação e acesso visa:
  • Promover a utilização dos parques de estacionamento dissuasores de forma a assegurar uma diminuição do fluxo de veículos para o centro histórico;
  • Promover meios de mobilidade sustentável de proximidade, como por exemplo bicicletas eléctricas;
  • Melhorar e aumentar os passeios e caminhos destinados a peões, de modo a facilitar a circulação e acessos pedonais, nomeadamente para pessoas com mobilidade reduzida

Ao longo do ano, a autarquia "continuará a desenvolver os meios de mobilidade sustentáveis que possibilitem uma ligação eficaz dos parques de estacionamento ao centro histórico e às principais atracções turísticas. Será também concretizado um aumento da rede de transportes públicos, nomeadamente das redes que realizam rotas turísticas."

Em comunicado, a edilidade esclarece que "os moradores no Centro Histórico da Vila de Sintra devem solicitar, junto da EMES – Empresa Municipal de Estacionamento de Sintra, o respectivo dístico de estacionamento."

Já os trabalhadores nesta zona "devem solicitar junto das entidades empregadoras um comprovativo da sua situação profissional a fim de poderem requerer o passe social para as carreiras de ligação aos parques dissuasores localizados na Portela de Sintra. Estes trabalhadores poderão estacionar sem encargos nesses mesmos parques, devendo para isso, indicar à autarquia a matrícula do respectivo automóvel." [ver folheto em PDF]

Notícias relacionadas:
'Condicionamento de trânsito em Sintra gera indignação'
'Comerciantes e moradores tentam travar alterações ao trânsito no centro histórico'
'Sintra limita circulação no centro histórico com criação de sentidos únicos'


[PUB]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários devem observar as regras gerais de “netiqueta”. No âmbito da moderação em vigor, serão eliminadas mensagens ofensivas, difamatórias, xenófobas, pornográficas ou de cariz comercial.